Cardo Mariano

Cardo MarianoSilybum marianum

Planta anual ou hibernante, originária da região mediterrânica, vegeta também na Europa Central, na América e Sul da Austrália, em solos secos. Muito cultivada. É frequente em Portugal.

É da família das Asteráceas (Compostas) e as partes utilizadas são os frutos secos (aquénios).

Possui uma mistura de diversos flavanolinhanos isómeros, denominados de silimarina (silibina, silidianina, silicristina e outros em menor quantidade), flavonóides (beta-sitosterol, quercetina, campferol, taxifolina, apigenósido), óleo fixo com uma elevada proporção de ácido linoleico, oleico e palmítico, tocoferol e esteróis.

Hepatoprotetor verificado em experimentação animal e em estudos clínicos devido à presença da silimarina que exerce uma ação direta sobre o parênquima hepático em caso de intoxicações. A silibina é um potente inibidor da glutatião S-transferase. Em problemas circulatórios venosos tem ação antioxidante e antirradicalar, hemostática e venotónica.

Tradicionalmente utilizada no tratamento de suporte nas doenças inflamatórias do fígado e cirrose hepática. Como hepatoprotetor, para neutralizar os efeitos de substâncias hepatotóxicas.

 

Se desejar, pode encontrar mais informação sobre o cardo mariano nos estudos científicos e literatura que aqui disponibilizamos:

Kalantari H. et al. (2011). Effects of silybum marianum on patients with chronic hepatitis C. Journal of Research in Medical Sciences 16 (3): 287-290.

Ghaffari AR et al. (2011). The effects of milk thistle in hepatic fibrosis due to methotrexate in rat. Hepatitis Monthly 11 (6): 464-468.

Skottová N and Krecman V (1998). Silymarin as a Potential Hypocholesterolaemic Drug. Physiological Research 47: 1-7.

Luper S (1998). A Review of Plants Used in the Treatment of Liver Disease: Part 1. Alternative Medicine Review 3 (6): 410-421.

Chen IS et al. (2012). Hepatoprotection of silymarin against thioacetamide-induced chronic liver fibrosis. Journal of the Science of Food and Agriculture 92 (7): 1441-1447.

Muthumani M and Prabu SM (2012). Silibinin potentially protects arsenic induced oxidative hepatic dysfunction in rats. Toxicology Mechanisms and Methods 22 (4): 277-288.

Das SJ and Mukherjee S (2012). Biochemical and immunological basis of silymarin effect, a milk thistle (Silybum marianum) against ethanol-induced oxidative damage. Toxicology Mechanisms and Methods 22 (5): 409-413.

Yormaz S et al. (2012). The comparison of the effects of hepatic regeneration after partial hepatectomy, silybum marinaum, propofol, N-acetylcysteine and vitamin E on liver. Bratislavske Lekarske Lysti 113 (3): 145-151.

Chtourou Y et al. (2012). Therapeutic efficacy of silymarin from milk thistle in reducing manganese-induced hepatic damage and apoptosis in rats. Human and Experimental Toxicology. [Epub ahead of print].

 

Referências:

Cunha AP, Silva AP, Roque OR (2012). Plantas e Produtos Vegetais em Fitoterapia, 4ª Edição, Fundação Calouste Gulbenkian Serviço de Educação e Bolsas, 198-199.

Cunha AP, Roque OR (2011). Plantas Medicinais da Farmacopeia Portuguesa, 2ª Edição, Fundação Calouste Gulbenkian Serviço de Educação e Bolsas, 183-191.

Physicians Desk Reference for Herbal Medicines (2000), 2nd Edition, Thomson Medical Economics, 516-520.

Domínguez M, Gómez R. Novo Guia das Plantas Medicinais, Ediclube,77-78.

 

Estudos:

Cardo Mariano 1 || Cardo Mariano 2 || Cardo Mariano 3 || Cardo Mariano 4 || Cardo Mariano 5 || Cardo Mariano 6 || Cardo Mariano 7 || Cardo Mariano 8 || Cardo Mariano 9

Nutradvance - Web by Volupio